24 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 23º

Deputados comemoram redução dos juros da dívida dos municípios

Heloísa Lazarini e Tayná Biazus

Os deputados estaduais comemoraram a redução dos juros cobrados sobre a dívida de estados e municípios aprovada ontem no Senado. A partir de agora, o cálculo será baseada na taxa de juros Selic, que é fixa de 4% ao mês.

Para o deputado Eduardo Rocha (PMDB) a presidente Dilma foi corajosa. “A presidente Dilma foi a única que teve coragem de fazer essa redução e o governo federal está fazendo hoje o que nunca foi feito antes, pois os outros presidentes só aumentaram os repasses”, declarou.

Segundo Eduardo, a redução da dívida será importante porque vai desafogar os municípios e estados e com isso será mais viável aumentar investimentos em setores como educação e saúde. “Isso trará mais desenvolvimento econômico e social ao país”, afirmou.

O deputado ainda destacou a participação do governador do Estado André Puccinelli, que pressionou o governo federal por diversas vezes para reduzir a dívida. “O André foi diversas para Brasília para discutir essa folga da divida, pois o Brasil só será um país forte quando todos os estados se desenvolverem, e hoje o governo federal gasta muito com são Paulo e Rio de Janeiro e esquece outros estados”.

Já o deputado Marcio Monteiro (PSDB) reconhece que a importância de todos aqueles que trabalharam para dar apoio a essa e destaca que essa politica de incentivo fiscal e necessária para que Mato Grosso do Sul não fique para trás de outros estados. “Agora o Estado tem que buscar desenvolvimento e governo precisa olhar para todas as regiões e criar um plano de desenvolvimento regional”, afirma.

Assim como o tucano, o deputado do PROS, Osvane Ramos defende a regionalização dos investimentos e afirma que no Estado municípios como Bodoquena, Bonito e Dois Irmãos do Buriti merecem atenção especial.