24 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 20º

Ao contrário de Carla, Edil garante que sua atuação na Sedesc representa PMDB no governo de Olarte

Depois de a vereadora Carla Stephanini (PMDB) ter afirmado que o partido não está efetivamente participando da administração do prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), e ter dito que o nome de Edil Albuquerque foi indicado para a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Agronegócio) pela cota pessoal do prefeito e não pelo PMDB, o secretário, que é um dos membros mais antigos do PMDB da Capital, rebateu as afirmações e afirmou que ele não precisa de aprovação do PMDB para aceitar ou não ao convite.

Edil contestou Carla e indagou se, por algum motivo, ela estaria o retirando da sigla. “ Eu sou ainda do PMDB ou não? Ou ela está me tirando do PMDB ou está contestando a condição de eu estar representando o partido aqui (na secretaria)”, afirmou.

O secretário assegurou que a vereadora tem o seu respeito como presidente do diretório municipal, mas, novamente questionou a sua qualificação no partido. “Eu sou do PMDB e sou muito mais antigo que ela. Ela está desqualificando a minha representatividade pelo partido na secretaria”.

Por ter sido um convite pessoal feito pelo prefeito, diretamente ao secretário, para Edil não é necessário que a sigla aprove ou não sua ida à secretaria. “Se ele me convidou, ele está convidando o partido, não precisa de aprovação”.

Tayná Biazus