30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

Erros cometidos por secretário levam vereadores a pedir o controle da suplementação municipal

Após entregar diversos documentos e projetos contendo uma série de erros, o secretário municipal de Planejamento, Controle e Finanças, Ben Hur, impulsionou os vereadores de Campo Grande a apresentarem uma proposta que prevê conferir a Câmara Municipal o poder de decisão sobre os projetos de suplementação orçamentária.  Caso seja aprovado o prefeito, Alcides Bernal (PP), não poderá mais suplementar qualquer serviço sem um acompanhamento prévio.

Para Chiquinho Telles (PSD), os erros são resultado do serviço executado por pessoas despreparadas e sem humildade. “Tem pessoas que assumem as coisas para fazer e não dão conta, além disso, não sabem pedir ajuda, foi justamente isso foi o que aconteceu com o Bem Hur, ele tentou resolver sem pedir ajuda”, disse.

Segundo o vereador outro erro cometido foi exonerar os funcionários que durante anos executaram trabalhos técnicos frente à prefeitura de Campo Grande. “Quando o Bernal assumiu ele trocou toda a equipe, inclusive pessoas capacitadas que estavam lá por diversos anos, e no lugar ele colocou pessoas despreparadas, por isso ocorreram tantas trapalhadas”, afirma.

Assim como Chiquinho, o vereador Vanderlei Cabeludo (PMDB), analisa a situação como crítica. “Esses descuidos gritantes não podem ocorrer e por isso esse projeto foi apresentado. A câmara está cansada de resolver erros alheios e por isso é preciso estar atento a tudo”, relata.

Clayton Neves