05 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 16º

Funcionários da prefeitura receberão aula para usar facebook de forma adequada

aula do chaves

O secretário municipal de relações institucionais, Pedro Chaves, foi convocado pelos vereadores da Câmara Municipal para prestar esclarecimentos sobre a postagem da assessora da prefeitura Márcia Scherer que foi julgada ofensiva pelos parlamentares.

Ontem, a assessora foi até a Casa de Leis e explicou que a postagem não se referia aos vereadores da cidade de Campo Grande, e que ela tinha tirado a frase de uma revista nacional.

A frase dizia: “Falaram: ou você dá o dinheiro, ou você não vai governar. Nós vamos bagunçar seu orçamento e vamos tentar te afastar de todas as formas”, diz o prefeito. “Eu resolvi não dar. Eu prefiro ser cassado do que implementar a corrupção que era antes aqui, e que acontece no Brasil todo”.

De acordo com Pedro Chaves essa foi uma atitude infeliz da assessora que deveria ter colocado em sua postagem a fonte de onde a frase foi tirada. “Isso não passou de um mal entendido. Foi uma atitude infeliz da assessora que não citou a fonte da frase tirada da revista e todos nós sabemos que é preciso dar crédito a quem escreveu”, explicou.

Apesar de achar que a funcionária cometeu um erro, Pedro Chaves não viu necessidade na sua convocação já que ela já tinha se explicado no dia anterior. “Não havia necessidade de fazer minha convocação, pois ontem a Márcia já veio se explicar e prestou todos os esclarecimentos necessários”, salientou.

Após o episódio, o secretário disse que a partir de agora os funcionários da prefeitura terão uma orientação para fazer bom uso da rede social Facebook. “O Facebook não foi feito para esse tipo de postagem, mas é um é uma ferramenta imprescindível nos dias de hoje para o trabalho, basta usar com bom senso. A partir de agora todos os funcionários da prefeitura até mesmo o prefeito receberão uma orientação de como manusear melhor o facebook”, destacou.

Ainda segundo o secretário, a assessora Márcia Scherer ficou muito mal com o ocorrido. Ele explicou que ela não vai ser demitida do cargo.

Alan Diógenes e Clayton Neves