22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Líderes partidários ingressam com pedido de cassação de Cunha em Conselho de Ética

A- A+

Integrantes do PSOL  entraram ontem (13) com pedido de cassação de mandato do presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ), no Conselho de Ética da Casa de Leis. Eles alegam quebra de decoro parlamentar do deputado.  A solicitação recebeu apoio de integrantes do Rede  e outras 50 assinaturas de sete partidos ( PSOL, Rede, PT, PSB, Pros, PPS e PMDB).

De acordo com Agência Brasil, a solicitação foi embasada em documento enviado há uma semana pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que confirma as informações de que Cunha e familiares têm contas na Suíça e que, supostamente teriam recebido dinheiro indevido de pagamento de propina  por meio de contratos da Petrobrás, investigados na Operação Lava Jato.

 Conforme o  líder do PSOL, Chico Alencar (RJ), a quebra de decoro ocorreu quando Eduardo mentiu sobre a existência das contas ao prestar depoimento na  Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. O PSOL diz que reuniu na peça um conjunto probatório de evidências contra Cunha e anexou cerca de 100 páginas com as informações recebidas da PGR, depoimentos de delatores da Lava Jato que citam Eduardo Cunha e matérias veiculadas na imprensa.

O partido também usa como argumento para a quebra de decoro a denúncia da PGR ao Supremo, segundo a qual Cunha cometeu os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.