15 de agosto de 2020
Campo Grande 35º 22º

Luiza Ribeiro diz que qualquer um que entrasse na Prefeitura seria "perseguido"

vereador luiza ribeiro

Na manhã de hoje, a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), falou com o site MS Notícias sobre as oitivas realizadas pela Comissão Processante. Ontem as primeiras testemunhas prestaram depoimento na Câmara de vereadores.

O advogado do prefeito Alcides Bernal (PP), Jesus de Oliveira Sobrinho, declarou durante as audições que os vereadores estão pressionando as testemunhas com o objetivo de confundi-las sobre o que as mesmas estavam dizendo.

De acordo com a vereadora Luiza Ribeiro, os vereadores estão apenas fazendo uma disputa política e não seguindo o objetivo principal da Comissão Processante que é verificar se existe ou não irregularidades na administração de Bernal.

“Na verdade essa comissão não é um instrumento da Lei Orgânica e está visando apenas uma disputa política”, comenta Luiza.

Para ela os dois empresários Raimundo Nonato e Luiz Pedro Guimarães que pediram o afastamento do prefeito deveriam participar das oitivas. “Eles nem sequer participaram. Em minha opinião estão confundindo os denunciantes com os julgadores (vereadores)”, ressalta Luiza.

Luiza Ribeiro ainda afirmou que essa crise que a administração da Capital passa, aconteceria mesmo que fosse outro candidato a ganhar as eleições, exceto o que representou o PMDB.

“Pelo o amor de Deus as pessoas não entendem que isso é um processo político, o prefeito precisa ajeitar as coisas da administração passada. Essa perseguição não é com a “pessoa” do Bernal, é uma alternância de grupo político, qualquer político que entrasse na Prefeitura e não fosse do PMDB passaria pela mesma situação”, conclui Luiza.

 Autor: Alan Diógenes