18 de outubro de 2021
Campo Grande 23º 17º

Política

Medalhista em Tóquio, Fernando Rufino vence o Mundial de Canoagem nos 200m VL2

A- A+

Campeão paralímpico na Tóquio-2020 há exatas duas semanas, Fernando Rufino faturou, nesta sexta-feira (17), a medalha de ouro no Campeonato Mundial de Paracanoagem nos 200 metros da classe VL2 (canoa a atletas com deficiência física), no Lago Bagsværd, ao Norte de Copenhague, capital da Dinamarca.

Contemplado pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado coordenado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), o "Cowboy de Aço" finalizou o percurso em 53s93. O espanhol Higino Rivero (56s21) ficou em segundo lugar e o português Norberto Mourão (56s54) em terceiro. O brasileiro Luis Carlos Cardoso, também medalhista na Paralimpíada de Tóquio-2020, disputou a mesma final e encerrou a prova na oitava colocação.

"Hoje, aqui na Dinamarca, me consagro campeão mundial na canoa. Espero manter todo o treinamento até Paris-2024. Foi uma prova bem cansativa, mas estou muito feliz de ser campeão mundial, um presente para a minha carreira. Achei uma competição bem cansativa, logo após os Jogos Paralímpicos, 15 dias depois, mas é um Mundial e todo mundo teve que manter o treinamento", salientou Rufino, em entrevista ao Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Na Paralimpíada na capital japonesa, o peão da paracanoagem conquistou o ouro também nos 200 metros VL2 (na canoa), liderando a final de ponta a ponta e com o melhor tempo da história da prova (53s077). As remadas ocorreram nas raias do Sea Forest Waterway.

A sul-mato-grossense Débora Benevides também participou do Campeonato Mundial e assegurou o bronze nos 200 metros VL2 feminino, com a marca de 1min06s30. A britânica Emma Wiggs foi ouro (57s55), enquanto a russa Mariia Nikiforova levou a prata (1min05s11).

Lucas Castro, Fundesporte

Foto: Divulgação

Fonte: Governo MS