05 de maro de 2021
Campo Grande 28º 21º

Contratação sem licitação

'Não houve prejuízos e sim benefícios para o município' diz Bernal

 

Durante evento de inauguração do canil da Guarda Municipal na manhã desta segunda-feira (28) o prefeito Alcides Bernal (PP) disse que pretende provar que não houve nenhum prejuízo ao município com relação à contratação emergencial e sem licitação do Posto Emanuele.

Bernal disse que não houve prejuízos para o município e sim benefícios, de acordo com o prefeito, o processo de licitação estava cheio de irregularidades administrativas. “Nós não temos nenhuma restrição ou preocupação em mostrar para o judiciário, até porque confiamos que essa ação não merece procedência”.

Sobre as irregularidades que o prefeito disse ter encontrado no posto de combustíveis que teria vencido o processo licitatório, Bernal disse que foram diversas, então houve a determinação da aquisição do produto na forma da Lei.

“As diversas irregularidades foram constatadas pela Procuradoria Geral do Município e pela Secretaria de Administração, como o serviço não pode sofrer nenhuma quebra, foi determinado a aquisição do produto, e na forma da Lei foi contratada outra com menor preço e garantindo o fornecimento de combustível para que a frota do município pudesse cumprir com sua finalidade”.

Improbidade administrativa

A Justiça de Mato Grosso do Sul aceitou denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra prefeito de Campo Grande. Alcides Bernal (PP) por improbidade administrativa.

Segundo MPE, Bernal praticou crime de improbidade ao contratar em caráter emergencial o Posto Emanuele. O órgão investigou contratos envolvendo empresa e Prefeitura de Campo Grande e concluiu que contratação acarretou prejuízo de R$ 542.282,10 milhões aos cofres públicos. Leia a matéria na íntegra.