21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

Retorno

"Não sou burro nem louco de botar o Senado contra mim" diz Delcídio

A- A+

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) falou pela primeira vez após os 87 dias de prisão 12 quilos mais magro. Empenhado em salvar seu mandato, o parlamentar qualquer tipo de ameaça ou chantagem feita aos colegas do Senado. “Posso não ser uma Brastemp, mas não sou burro nem louco de botar o Senado contra mim”, disse Delcídio em entrevista à imprensa. 

O senador também nega colaboração com a Lava Jato: “Não há delação premiada alguma. Minha defesa é boa. Será feita nos tribunais superiores”. Segundo o petista, seus pares no Senado o conhecem bem. “Eles sabem que eu jamais faria isso”, completou. Ele promete dar explicações sobre o seu caso assim que apresentar sua defesa ao Conselho de Ética.

Delcídio ainda avalia com advogados o melhor momento de voltar ao trabalho e afirma não estar em prisão domiciliar. “Estou em recolhimento noturno, uma medida cautelar. Prisão é cumprimento de pena e eu não fui condenado.”

Embora Delcídio não retorne nesta terça-feira (23) ao Senado, o parlamentar conseguiu manter a presidência da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE). A eleição para escolha de um novo presidente aconteceria nesta terça.