03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Neutralidade de Delcído em relação a políticos e partidos divide opiniões de petistas

Os deputados petistas de Mato Grosso do Sul estão divididos em relação a maneira como o senador Delcídio do Amaral, pré-candidato do partido ao governo do Estado, se porta diante das figuras política de Campo Grande.Delcídio se reuniu na noite de ontem com vereadores da Capital na tentativa de angariar apoio para 2014. Entre os escolhidos pelo senador, estavam Paulo Pedra (PDT), Chocolate (PP), Paulo Siufi (PMDB), Alceu Bueno (PSL) e Edson Shimabukuro (PTB), participou da reunião o secretário municipal de relações institucionais Pedro Chaves. Durante encontro, o senador deixou claro que, embora não seja contra Chaves ajudar Bernal, mesmo depois de ele mesmo ter afirmado que havia desistido do prefeito, ele irá apoia os vereadores que fazem oposição, mesmo o PT sendo o principal partido da base aliada de Bernal. Para o deputado estadual Laerte Tetila (PT), Delcídio precisa se decidir e parar de transitar por todas as vias. "Ele não pode entrar em todo lugar, ele deve conversar com todos, mas deve manter um foco nas suas discussões", afirma. Ao contrário de Tetila que vê o comportamento do senador com restrições, o deputado Cabo Almi afirma que o envolvimento de Delcídio com as questões políticas municipais não deve interferir em seu desempenho nas eleições de 2014. "Acho que a candidatura de Delcídio está consolidada independentemente se ele apoia ou não Bernal, acredito que tais conversas não irão impactar na opinião da população". Heloísa Lazarini e Clayton Neves