25 de setembro de 2020
Campo Grande 36º 22º

MILITARISMO

Olavo de Carvalho manda militares fecharem partidos

Em meio a tentativa de reconciliação de Bolsonaro com militares, Olavo faz novo chamado pelo autoritarismo

O astrólogo Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo, voltou a incitar o autoritarismo nesta quarta-feira (11). Depois de já ter pregado o fim da “apologia das instituições democráticas”, ele fez uma postagem nas redes sociais pedindo o fechamento de partidos políticos.

“Se as Forças Armadas governam o país — foi o presidente quem disse –. por que então não cumprem a lei, mandando fechar os partidos cuja existência a lei proíbe?”, questionou o autoproclamado filósofo em suas redes sociais.

A declaração vem dois dias depois do presidente Jair Bolsonaro buscar uma reaproximação com os militares, após alguns conflitos que minaram o prestígio de alguns generais em seu governo. “Amanhã, se Deus assim permitir, os senhores estarão aqui na frente, muito bem representando o nosso Brasil. Novos desafios, com Deus no norte”, afirmou o presidente em evento com oficiais-generais das Forças Armadas.

O próprio Olavo de Carvalho foi um dos grandes responsáveis pelo afastamento de nomes como o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo, e pela tentativa de fritura do general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI). O vice-presidente Hamilton Mourão também já foi atacado pelo ultraconservador.