04 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 17º

Para Amarildo, Bernal tem sido vítima de forças ocultas

Diana Christie

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) afirmou, nesta manhã, que os vereadores pretendem cassar o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), sem provas que demonstrem corrupção. De acordo com ele, a Comissão Processante instaurada para investigar possíveis irregularidades na administração do chefe do executivo está baseada em denúncias já esclarecidas.

“A Câmara não tem provas para cassar o prefeito. Não tem denúncia de corrupção. Eles estão se baseando na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Calote, mas o prefeito já está explicando porque atrasou os pagamentos”, declarou.

Segundo o deputado, o prefeito precisa “reavaliar sua relação com o legislativo”, mas ainda possui o fundamental que é o apoio da opinião pública. “A impressão que eu tenho é que as pessoas não querem a cassação do prefeito. Elas acham que existem forças ocultas trabalhando contra Bernal”, argumenta.

Amarildo admite também acreditar em “forças ocultas” que almejam a destituição do prefeito, mas prefere não citar nomes. O parlamentar reafirma, ainda, que o PT está preocupado em ajudar Bernal a administrar a Capital, mas sem exigir cargos em troca.