01 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 24º

Para atrair apoio de vereadores, Chaves faz promessas em nome de Bernal

O secretário de relações institucionais do município, Pedro Chaves, começou a semana imerso a promessas e grandes desafios. Depois de se reunir durante duas horas com o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Mário César (PMDB). Chaves se comprometeu a solucionar três dos principais entraves da administração de Bernal: encontrar um destino definitivo para sede da Câmara de Vereadores, solucionar a falta de médicos nas unidades de saúde da Capital e construir os Ceinfs (Centro de Educação Infantil), que estão atrasados desde a gestão passada.De acordo com Mário César, Chaves pediu um prazo de uma semana para apresentar aos vereadores um projeto com datas e planejamento para as três prioridades estabelecidas pelos vereadores. A prontidão de Chaves agradou, mas ainda não convenceu, pois os legisladores municipais ainda duvidam se ele terá autonomia para cumprir suas promessas ou será desmoralizado por Bernal, que até o momento, na opinião dos vereadores tem agido de conforme seu bel prazer. O presidente da Câmara explicou que as três exigências foram escolhidas por serem emergenciais. “Não adianta jogar um monte de problemas, pontuamos os três para que possam ser solucionados”, observou Mário. Durante a reunião foi discutido a necessidade de resolver o problema da sede da Casa de Leis. Mário expôs a Chaves a vontade dos vereadores de permanecer no local onde hoje está instalada a Câmara, e, a princípio, o secretário de relações institucionais foi receptivo ao pedido. Em relação às unidades de saúde, Chaves se comprometeu a levar o secretário Ivandro Fonseca, titular da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) até à Câmara na próxima quarta-feira para demonstrar aos vereadores seu planejamento. Sobre os Ceinfs, os vereadores pedem que o secretário de relações institucionais apresente um cronograma com datas de entrega de cada uma das 11 unidades e especifique no projeto a quantidade de Vegas que serão ofertadas em cada Ceinf. Encerrando a rodada de negociações, Chaves e Mário César fizeram um balanço positivo do encontro e ambos concordam que esta é uma oportunidade única de unir Câmara e prefeito em prol da população da Capital. “Mário foi muito afável e fez ponderações importantes para Campo Grande. Vou levar o que foi discutido para os secretários respectivos e acredito que conseguiremos alcançar a governabilidade”, analisa Chaves. Heloísa Lazarini e Diana Christie