24 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 21º

Para Chiquinho, faltar sessão de julgamento é irresponsabilidade e negligência

Uma das possíveis estratégias da base de sustentação do prefeito Alcides Bernal (PP) de esvaziar a sessão de julgamento amanhã e adiar a reunião em que os vereadores votam pela cassação do chefe do executivo ou pelo arquivamento do processo foi reprovada pelo vereador Chiquinho Telles (PSD).

“Isso não vai acontecer porque precisamos pensar no bem de Campo Grande. O povo já não aguenta mais essa situação. É questão de responsabilidade dos 29 vereadores. Não podemos entrar no novo ano com essa mesma ladainha. Somos responsáveis pelos atos do executivos porque fomos eleitos para fiscalizá-lo. Quem falta uma sessão como esta está sendo irresponsável. É uma pessoa negligente com Campo Grande. Acredito que não vai faltar ninguém”, declarou.

O parlamentar deixa claro que votará a favor da cassação do prefeito. “Nunca tive dúvidas sobre o relatório final. Já foi feito um trabalho desde a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Calote. Temos um atestado agora da comissão processante. Simplesmente houve denúncias e a gente apurou. No relatório, nós vimos que há irregularidades. Vamos ver como a casa vai proceder. Temos que tomar uma atitude. É chance dos vereadores dizerem que estão do lado da cidade. O voto é contra ou a favor da cidade de Campo Grande”.

Chiquinho ainda afirma que já previa tal acontecimento. “Com muita tristeza que vejo isso acontecendo. Queria um natal com muitas realizações para a cidade. Infelizmente não foi isso que vimos no ano de 2013. Eu já esperava por esse dia, já estava prevendo que isso ia acontecer”, finalizou.

Diana Christie