09 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 16º

Para Marcio Monteiro, Leila Machado fez “certo” em pedir licença

Diana Christie e Alan Diógenes

O deputado estadual Marcio Monteiro (PSDB) afirmou nesta manhã que a presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte) Leila Machado agiu corretamente ao pedir licença do partido. Segundo ele, a diretora “tem todo o direito” de pedir o afastamento do partido já que sentia o clima de “tensão” dentro do PSDB.

Na segunda-feira, Leila pediu afastamento de 120 dias do partido adiando assim a decisão do diretório municipal tucano, que julgaria a expulsão da diretora naquele dia. Ela será julgada por assumir uma função na administração do prefeito Alcides Bernal (PP) sem o consentimento do partido.

Marcio Monteiro lembra que não é a primeira vez que um membro do PSDB pede licença. “A Tereza Cristina (secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo) também já pediu”, afirmou. O parlamentar alegou ainda que ela não estava se sentindo bem com a situação e declarou que, se estivesse no lugar dela, também faria igual.

Aliança entre PT e PSDB – O deputado negou que a presença do senador Delcídio do Amaral (PT) durante as reuniões do projeto Pensando MS signifiquem que a aliança entre PT e PSDB está firmada. Ele argumenta que autoridades de vários partidos, como por exemplo o DEM, estiveram presentes para prestigiar e evento e não negociar composições de chapa para as eleições de 2014.

De acordo com Monteiro, o deputado federal Reinaldo Azambuja está dialogando com vários partidos e nenhuma porta está fechada.