19 de janeiro de 2021
Campo Grande 27º 21º

Para Mochi concorrer com Nelsinho pode não ser tão fácil quanto pensa Delcídio

O deputado estadual e presidente do PMDB em Mato Grosso do Sul, Júnior Mochi, afirmou na tarde de hoje que ao contrário do que pensa uma grande parcela dos integrantes do Partido dos Trabalhadores e o próprios senador e pré-candidato petista ao governo do Estado, Delcídio do Amaral, a disputa eleitoral desse ano entre Delcídio e o pré-candidato peemedebista, Nelson Trad Filho, pode não ser tão fácil e vantajosa para o PT. “O Nelsinho é o nosso candidato, isso é certo, e na medida em que a candidatura dele se consolida externa e internamente põe em risco uma eleição que parecia fácil para o Delcídio”, disse. Mochi comenta também as recentes trocas de alfinetadas de Delcídio e Nelsinho via Facebook. “Acho que esse tipo de comportamento nas mídias sociais não acresce em nada e acaba fazendo com que o processo eleitoral se apequene. Conversei com Nelsinho a respeito e ele me disse que apenas respondeu aos ataques do Delcídio. Segundo informações que eu tive quem começou foi o próprio senador e o Nelsinho só deu uma resposta, porém ele afirmou que não irá baixar o nível”, conta. Mesmo diante do deslize cometido por Nelsinho nas redes sociais, Mochi afirma que o partido já está decidido e convencido de que Nelsinho é o nome que representará o PMDB nas urnas esse ano. Questionado se a disposição do peemedebista em responder aos ataques que alega sofrer não seria um sinal de dificuldade em lidar com situações adversas e comuns em época de campanha eleitoral Mochi nega e reafirma que aposta suas fichas na consolidação da candidatura de Nelson Trad Filho. “Creio que é normal a atitude que o Nelsinho tomou, seria tomada por qualquer ser humano e não enxergo uma dificuldade dele em lidar com os empasse que são criados no decorrer da campanha, até porque dificuldades o Delcídio também está tendo, isso é normal na disputa”, conclui. Clayton Neves