21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

Eleições 2016

PDT desmonta golpe e mantém candidatura própria em Paranaíba

A- A+

O ex-prefeito José Braquiária bem que tentou, mas viu desfeitas suas ações para inviabilizar o lançamento de chapa própria no PDT e, com isso, concretizar o objetivo de levar o partido para a coligação liderada pelo candidato Ronaldo Miziara, do PSDB.

Os pedetistas haviam lançado o vereador e presidente da Câmara Municipal, Maycol Queiroz, o Maico Doido, pré-candidato a prefeito. Porém, em menos de 24 horas sua candidatura foi sepultada e ressuscitou. Com apoio de aliados, Zé Brachiária manobrou convencionais do PDT e fez com que o diretório anulasse a indicação de Maycol, além de formalizar a indicação do empresário Aílson Binga Freitas para compor como candidato a vice-prefeito na chapa de Miziara.

Logo ao ser informado sobre a rasteira e certificar-se que a executiva estadual do partido não tinha conhecimento e nem dado autorização para a mudança, Maycol procurou duas das principais lideranças da legenda, o deputado federal Dagoberto Nogueira e o ex-presidente do Diretório Estadual, João Leite Schimidt, para relatar o acontecido e pedir as providências.

Os dirigentes decidiram então intervir no diretório municipal de Paranaíba, promovendo as substituições necessárias e restabelecendo a resolução inicial de lançar chapa majoritária, com o vereador Maycol de candidato a prefeito. O desafio de Maycol é enorme, mas ele se diz revigorado por ter neutralizado o golpe e confiante no respaldo que seu nome encontra junto à população.

 Ele deve ter como adversários dois forts concorrentes: o atual prefeito, Diogo Tita (PPS) e o tucano Miziara, que tem na sua base de apoio os ex-prefeitos Daladier Agi, Manoel Ovídio e Ze Braquiária. Com 178 anos de existência e 159 de autonomia político-administrativa, Paranaíba tem 41,3 mil moradores e 30,5 mil eleitores. Está localizada na divisa com os estados de Minas Gerais e Goiás.