20 de outubro de 2020
Campo Grande 30º 21º

Pedra e João Rocha discutem por causa de Bernal

O vereador Paulo Pedra (PDT) voltou a defender o ex-prefeito cassado, Alcides Bernal (PP), durante a sessão comunitária realizada hoje no Centro Comunitário da Vila Nasser – região norte de Campo Grande. “A democracia faz com que a gente faça uma Câmara Municipal plural. E eu não penso como os meus colegas. Acho que a saúde estava melhor antes”, declarou.

Pedra disse ainda que as cinco ambulâncias que o prefeito Gilmar Olarte (PP) anuncia como conquistas de sua gestão estavam encaminhadas para serem liberadas e chegariam à Capital na administração de Bernal. O vereador também revelou que mantém a esperança Na volta do ex-prefeito.

As acusações foram rebatidas pelo líder do prefeito, João Rocha (PSDB). Segundo ele, a cassação de Bernal aconteceu porque a cidade estava parada e que os votos dos 23 vereadores passam dos 170 mil recebidos por Bernal para se eleger. “O único poder que a população tem depois da eleição é o legislativo”, pontuou.

Quanto às ambulâncias que foram conquistadas na gestão anterior, João Rocha rebateu que Gilmar Olarte precisou ratificar o pedido em Brasília para que o recurso não fosse perdido. O vereador ainda fez questão de reforçar a conquista recente de Olarte, que ontem, anunciou a obtenção de recursos para construção de cinco mil unidades habitacionais em Campo Grande.

O presidente da Câmara, vereador Mario Cesar (PMDB) também respondeu às críticas feitas por Pedra afirmando que a cidade está melhor agora que Olarte assumiu. “Ele (Olarte) entrou sabendo os problemas que ia enfrentar. Mesmo exilado da administração municipal ele se manteve antenado e por isso começou a agir rápido”, elogiou.

Diana Christie