26 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 24º

Pedra pode ser novo aliado de Bernal na Câmara Municipal

Diana Christie e Heloísa Lazarini

A conversa que o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) teve com o presidente regional do PDT, José Schimidt, pode garantir um novo aliado ao prefeito na Câmara Municipal. O vereador Paulo Pedra (PDT) mostrou-se disposto a acatar qualquer que seja a decisão do presidente do partido.

Paulo Pedra deve se reunir com Schimidt hoje para definir se seu voto será a favor ou contra a abertura de uma comissão processante. “Eu sempre fui contra um entendimento entre prefeito e vereador. Esse entendimento deve ser republicano. Entre prefeito e partido”, afirmou Pedra. “Schimidt é o meu líder. Eu sou extremamente fiel ao PDT. Vou conversar com ele e saber a opinião dele sobre isso”, completa o vereador.

Pedra defendeu também que Bernal precisa mudar sua postura, parando de fazer críticas aos membros do legislativo pelo Facebook e orientando seus assessores a pararem com as críticas aos vereadores. “Pois o legislativo é um poder inquebrantável. Bernal não deve, mas pode brigar com os vereadores pessoalmente. No entanto, ele não pode brigar cm o legislativo. Isso não é inteligente”, criticou.

 Erro de Cálculo: Conta de Bernal difere da conta dos vereadores

O prefeito continua a afirmar que possui dez aliados em sua base, porém o número não bate com o que os vereadores confirmam. Para Bernal, sua base aliada é composta por dez membros: Cazuza (PP), Chocolate (PP), Luiza Ribeiro (PPS), Gilmar da Cruz (PRB), Edson Shimabukuro (PTB), Marcus Alex (PT), Ayrton Araújo (PT), Zeca (PT), João Rocha (PSDB) e Rose Modesto (PSDB).

Porém, Rose Modesto discorda: “Não posso falar pelo João Rocha, mas eu sou independente. Não voto nem com a base nem com a oposição. Voto no que eu achar melhor para Campo Grande”. Além disso, o vereador Zeca do PT se mostra arredio e pode votar a favor de uma comissão processante.