27 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 23º

PMN deixa Nelsinho para apoiar Reinaldo

A competitividade da chapa do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), fez com que o PMN (Partido da Mobilização Nacional) deixasse de apoiar o pré-candidato ao governo do Estado, Nelson Trad Filho (PMDB) para apoiar a candidatura de Reinaldo Azambuja (PSDB) ao governo do Estado. Diante disso, Azambuja comemorou a chegada de mais um aliado e garantiu que o que atraiu este apoio foi o plano de governo elaborado pelos tucanos, que pregam a mudança no Estado.

“Oferecemos espaço na proporcional para o PMN e nas eleições de 2012, quando fui candidato à prefeitura de Campo Grande, eles estavam conosco. Agora eles decidiram apoiar nosso plano de governo e acreditam no nosso projeto para resgatar Mato Grosso do Sul. Temos 36 anos de divisão do Estado e deveríamos ser modelo quando se fala em desenvolvimento e não somos”, afirma Azambuja.

Reinaldo faz questão de ressaltar que muitos não acreditavam que sua pré-candidatura conquistaria diversos aliados e garante que montou um time forte para disputar um segundo turno no Estado. “Muitos não acreditavam que teríamos o apoio de vários aliados, começamos há um mês e estamos em empate técnico já com o segundo colocado e com certeza vamos para o segundo turno e tudo pode mudar”.

Azambuja aproveitou o momento para tecer novas críticas à seus adversários, garantindo que está sentindo um clima diferente no Estado. “Estou sentindo um clima diferente, o outro lado está de salto dizendo que já ganhou, será que ele já combinou com a população para vencer? Temos mesmo é que se preocupar com os municípios que estão empobrecidos ao invés de cantar vitória antes da hora”, finaliza Reinaldo.

Dany Nascimento