15 de agosto de 2020
Campo Grande 35º 22º

Presidente da Comissão Processante defende cassação de Bernal diante de falta de produtividade do pr

O presidente da Comissão Processante, vereador Edil Albuquerque (PMDB) garante que a estratégia dos vereadores da base de Bernal de faltar à sessão de manhã não irá interferir em nada na votação da cassação do prefeito, agendada para amanhã às 8h. De acordo com edil Albuquerque, basta que 20 dos 29 vereadores compareçam para que a sessão seja realizada. Como Bernal possui apenas seis vereadores confirmados em sua base, de fato, faltar não irá ajudar em nada o prefeito. edil Segundo Edil, Bernal não tem como escapar da cassação até porque ele nunca fez nada que realmente melhorou a cidade. Ele não ofereceu contrapartida adequada aos recursos federais para garantir investimentos para o município, não trouxe indpustrias para Campo Grande não gerou empregos. Ele fica dizendo que é para deixar ele trabalhar, mas ele não trabalha", afirma Edil. Para o vereador, o grande problema do prefeito foi se isolar e não pedir ajuda. "Ninguém precisa saber de tudo, mas ele não sabe de nada e não pede ajuda", declarou Edil. "A úncia obra que ele realizou foi o recapeamento da avenida das Bandeiras e mesmo assim o fez de forma onerosa ao município, pois ele deslocou equipes da prefeitura, que são para fazer pequenos reparos nos bairros, para terminar a obra, pois não conseguiu contratar empresas de ramo para fazer isso", relembra o vereador. Sobra as acusações de Bernal em relação á imparcialidade de Edil à frente da Comissão Processante, o vereador se defende e afirma que Bernal usa de palavra fáceis para se desculpar dos erros cometidos durante sua administração. "Ele fica fazendo acusações, usando de palavra fáceis que ele não tem como provar. Esse contrato que ele disse que eu assinei foi uma homologação de licitação e não aditivo ele nem sabe o que está dizendo", rebate Edil. Heloísa Lazarini