20 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Presidente do PSDB-MS aposta no novo para atrair eleitores e aliados políticos

o presidente regional do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), deputado estadual Márcio Monteiro confirmou o pedido de licenciamento dos dois prefeitos de dois vices-prefeitos tucanos que decidiram, na semana, passada apoiar a pré-candidatura do petista Delcídio do Amaral ao governo do Estado. Na última quinta-feira, os prefeitos de Anastácio, Douglas Figueiredo, e de Iguatemi,  José Roberto Felippe Arcoverde, e os vice-prefeitos de Sidrolândia, Marcelo Ascoli, o vice de Caracol, Horácio Júnior Godoy anunciaram apoio a Delcídio. "Todos eles pediram para se licenciar do partido, e agora não cabe a nós avaliar a atitude que eles tiveram e sim a população, que irá avaliar a atitude deles de sair do partido para apoiar outro pré-candidato", afirma Monteiro. O tucano também ressaltou que o PSDB possui uma proposta de governo diferenciada, e que por isso, os partidos que buscam a mudança do sistema político e administrativo de Mato Grosso do Sul deverão naturalmente se aliar ao PSDB e apoiar a pré-candidatura de Reinaldo Azambuja ao governo do Estado.  Dentre esses partidos, o único já confirmado, é o DEM (Democratas) cujo presidente regional, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta, ratificou o apoio ontem em reunião interna com membros da sigla partidária. "Ontem nos reunimos com Mandetta e ele confirmou que vamos caminhar com o PSDB", garantiu o deputado estadual Zé Teixeira. O deputado acredita que Azambuja tem grandes chances de ir para o segundo turno das eleições juntamente com o pré-candidato petista Delcídio do Amaral, mas, caso não aconteça, e o segundo turno seja disputado entre PT e PMDB, Zé Teixeria afirma que o DEM irá apoiar o pré-candidato peemedebista Nelson Trad Filho. Heloísa Lazarini e Dany Nascimento