01 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 24º

PSDB pretende ouvir o “povo” para definir a candidatura de Reinaldo ao senado

Reinaldo Azambuja

A vereadora professora Rose (PSDB) conversou pela manhã com o site MS Notícias sobre as possíveis alianças que o partido poderá fazer nas eleições 2014

De acordo com a vereadora os partidos ainda estão se decidindo quanto às alianças, e isso atrapalha na tomada de decisão por parte do PSDB. “Na verdade o PSDB até pretende definir as alianças, mas parece que os outros partidos não estão pensando nisso, por exemplo, o PMDB já fechou as portas defendendo o ex-prefeito de Campo Grande Nelson Trad ao governo e a vice-governadora Simone Tebet ao senado. Já o PT ainda não se decidiu quem irá lançar”, afirma Rose.

De acordo com a vereadora, o principal nome que o partido defende para o cargo de senador no ano que vem é o do deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB). Mas segundo ela, o partido pretende ouvir primeiramente a população para saber se realmente lançará o nome do deputado ao senado.

“O Reinaldo é o nosso principal nome para a candidatura ao senado. Ele é um homem sábio e experiente dentro da política. Mas primeiramente iremos ouvir a população e fazer uma pesquisa para saber se realmente essa é a melhor forma de agir, pois se o deputado receber poucos votos nas eleições do ano que vem como candidato ao senado, isso pode fragilizar o partido”, destaca Rose.

Segundo a vereadora, o PSDB poderia abrir mão da candidatura de Reinaldo ao senado e apoiar a candidatura do senador Delcídio do Amaral (PT) ao governo sem nenhum problema. “Não vejo nenhum mal em colocar a candidatura a disposição de outros partidos. Afinal quem ter que decidir isso é o povo”, salienta Rose.

Questionada se o apoio ao senador Delcídio ao senado não mancharia a imagem do PSDB já que o PT está envolvido no processo que julga o Mensalão, a vereadora disse que aqui em Mato Grosso do Sul isso não interferiria em nada. “A realidade do MS é diferente em relação ao cenário político nacional. Hoje as pessoas não votam mais no partido e sim na pessoa, e outra o senador Delcídio nunca fez nada de errado no Estado”, finaliza Rose.

Alan Diógenes