25 de junho de 2021
Campo Grande 30º 19º

Reinaldo quer diálogo com responsabilidade com Fetems

A- A+

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), disse hoje durante agenda pública na PGE (Procuradoria Geral do Estado), que a discussão com os professores sobre o reajuste do piso salarial será discutida com responsabilidade, pois as condições em que a antiga gestão estadual deixou o Estado pé, para atual governador, irresponsável, deixou vários reajustes para o ano de 2015 passando a responsabilidade para o próximo governador.

“A gestão do Estado que ex-governador deixou foi uma gestão irresponsável, contra o Estado. Esses aumentos, esse custo do impacto da lei do setor educacional, que eles estão corretos em debater, é uma inconsequência do ex-governador, se fosse fácil ele cumprir, ele tinha cumprido em 2014, porque ele aprovou a lei em 2013 e não cumpriu em 2014 e jogou para janeiro de 2015. Porque ele não iniciou 2014 com 25%”, questionou.

Azambuja também citou que André chegou a entrar na justiça para não pagar o piso nacional aos professores. “Ele foi na justiça contra o piso nacional dos professores e deixou uma lei, que começa em 2015 e tem um impacto financeiro que o Estado hoje não suporta, então nós temos que abrir com a FETEMS para discutir com responsabilidade”, concluiu.

O aumento de 25,42% aos professores, vai causar um impacto de R$ 27 milhões na folha de pagamento da categoria. A legislação em vigor diz que  o piso dos 17 mil professores  da rede estadual será pago para a jornada de 20 horas até 2018. Neste mês, data base da categoria, eles passam a receber 77% dos R$ 1.917 para a jornada de 20h.

Leide Laura Meneses