05 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 16º

Takimoto enaltece sensibilidade de Puccinelli e Parizotto

  Takimoto-MS-Cópia1-e1372433981355

Depois da semente lançada para a construção do Hospital regional da Grande Dourados com a doação do terreno de cinco hectares para obra, feita pelo empresário Adão Parizotto e articulação politica do Deputado Estadual George Takimoto o governador André Puccinelli (PMDB) destacou que o projeto esta muito próximo de se tornar realidade e atender os anseios da população de Dourados e região.

“Vamos realizar um antigo sonho, graças a um governador e um empresário que enxergam muito além de seu tempo e conhecem as necessidades de seu povo”, enfatizou Takimoto.

Em reunião, Parizotto confirmou a Puccinelli e Takimoto que estava doando um terreno de sua propriedade, para que o hospital seja construído em Dourados e atenda cerca de 30 municípios numa microrregião onde moram mais de 800 mil pessoas. Puccinelli creditou a realização deste sonho antigo à insistência e ao empenho de Takimoto. Localizado na rodovia entre os municípios de Dourados e Ponta Porã, no Km 3, o terreno doado por Adão Parizotto abrigará um hospital com 120 leitos, cuja administração será transferida do Estado para a Prefeitura.

O governador fez vários elogios ao empresário que fez a doação e destacou que o hospital terá 120 leitos disponíveis. “Sempre tive a ideia de doar um terreno em benefício a sociedade”, afirmou Parizotto.

Em março foi aprovada uma emenda federal de R$ 17,8 milhões junto ao Orçamento da União para a construção do hospital, de acordo com Takimoto a obra deve ficar em torno de R$ 70 milhões.

Puccinelli antecipou que vai empenhar-se para implementar um projeto que prevê uma das mais completas estruturas de assistência em saúde pública, com tecnologia de última geração, equipamentos e sistemas de atendimento às diversas especialidades.

REGIÃO - André destacou que a obra será realizada pelo governo estadual e depois repassada a prefeitura municipal, que ficará responsável pela gestão do hospital. Esta unidade de saúde irá dispor de estrutura e equipamentos modernos e atingirá 34 municípios, desafogando o atendimento excessivo que hoje é uma realidade mna cidade de Dourados. Esse déficit causa um grande problema na disponibilidade de leitos, ambulâncias, UTIs e recursos humanos. Para solução do problema a única saída é a contrução de um moderno hospital.

BUROCRACIA

Agora depende do governador André Puccinelli o inicio da primeira fase da construção do Hospital Regional de Dourados, já que o empresário Adão Parizotto, assinou a escritura de doação da área para o empreendimento hospitalar. A obra está prevista no programa MS Forte 2. O HR vai desafogar o problemático Hospital da Vida que é referencia do SUS em urgência e emergência na região.

Nicanor Coelho, de Dourados