26 de outubro de 2020
Campo Grande 27º 22º

Thaís Helena rebate Gilmar Olarte e nega que SAS tenha perdido R$ 7 milhões

A ex-secretária da SAS (Secretaria Municipal de Assitência Social) e agora vereadora, Thaís Helena (PT), rebateu nesta manhã as informações dadas pelo prefeito, afirmando que a secretaria não deixou de investir R$ 7 milhões na gestão do ex-prefeito Alcides Bernal.

Para a vereadora, quem fez o relatório para Gilmar Olarte, não entende de assistência social ou agiu de má fé. A vereadora ingressou junto à prefeitura um requerimento, conhecido como interpelação, onde pede mais esclarecimentos sobre o relatório apresentado, primeiramente porque a conta do fundo nacional do exercício de 2013 ainda não está concluído. Segundo Thaís Helena, quando ela assumiu a SAS havia recursos desde o ano de 2005 no saldo da conta da secretaria.

Olarte teria falado durante a apresentação do relatório que a frota de veículos está sucateada. “ A frota estava mesmo sucateado, porém, consertamos mais de 70% dela”, afirma. Em relação à cota de combustível, havia um contrato com a empresa fornecedora, e por esse motivo ela não sabe explicar o motivo que fez com que, em meio aos serviços prestados pela secretaria, em visitas, por exemplo, aconteceu a falta de combustível em veículos.

Sobre a merenda escolar, o prefeito teria confirmado que houve falta de merenda em Ceinfs (Centro de Educação Infantil) da Capital. Thaís Helena explicou que, o recurso da assistência social não é destinado à merenda escolar, e que a obrigatoriedade do fornecimento é da pasta de educação. Thaís diz ter assumido a SAS com o valor de R$ 3,8 milhões de repasse fundo a fundo, ou seja, do governo federal para o municipal.

Tayná Biazus e Diana Christie