12 de agosto de 2020
Campo Grande 33º 20º

Vander defende Bernal

O deputado federal Vander Loubet (PT) saiu em defesa do prefeito em meio á turbulência política vivida pelo chefe do executivo municipal. Para Vander, Bernal precisa de ajuda e o PT está à disposição do prefeito.

Embora continue com intuito de ajudar Bernal, Vander não deixa de destacar os erros cometidos pelo prefeito. "O Bernal precisa sair do isolamento político onde se colocou, e uma providência emergencial que o prefeito precisa tomar é nomear Athayde Nery como secretário de governo, pois ele é um excelente nome para fazer a articulação política que Bernal precisa", afirma o deputado.

Vander reafirmou o apoio do PT a Bernal. Segundo o deputado, o PT tem sido um parceiro aliado do prefeito e tem trabalho muito para colaborar com a administração do prefeito. "Temos hoje grandes parceiros do Bernal em seu governo, destaco os secretários Thais Helena e Semy Ferraz e do líder do prefeito na Câmara, o vereador Marcos Alex, todos têm trabalhado muito para ajudar Bernal, mas agora ele precisa se ajudar também", declarou Vander.

O deputado disse que conversou por telefone com o prefeito na última terça-feira e que está esperançoso no sentido de que Bernal irá aceitar os quatros pontos da carta do PT para viabilizar a governabilidade de seu governo. Vander ainda ressaltou que Bernal hoje, se quiser, poderá buscar apoio de outros partidos fortes dentro do Estado. "Ele precisa resgatar o diálogo com Reinaldo (PSDB), afinal PSDB fez parte da base de sustentação da sua campanha no segundo turno e também deveria conversar com o PDT, pois o presidente estadual o Schimdt pode contribuir muito para seu governo."

Saiba Mais:

Na última terça-feira o diretório municipal do PT entregou uma carta à imprensa e ao prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) exigindo novas atitudes do prefeito para que partido possa permanecer na sua base aliada. De acordo com a carta, Bernal precisa criar um Conselho Político, refazer as alianças com partidos como PSDB, buscar novas alianças e nomear um secretário de governo. O prazo dado pelo PT na carta era até ontem. O prefeito, no entanto, ligou na quarta-feira para o presidente do diretório municipal do PT Gildo Oliveira e pediu alongamento do prazo para próxima terça.