22 de outubro de 2020
Campo Grande 32º 22º

Vereador vai à Semed levar reclamações da população já na primeira semana do ano

O vereador Chiquinho Telles (PSD) informou nesta manhã que irá à Semed (Secretaria Municipal de Educação) conversar com o titular da pasta, José Chadid, sobre reclamações recebidas em seu gabinete de pessoas que não conseguiram ser atendidas na Central do Cidadão para matricular seus filhos na Reme (Rede Municipal de Ensino) para o ano letivo de 2014.

Informado sobre o provável atraso na entrega dos kits escolares dos quais a prefeitura ainda nem abriu licitação para compra, o vereador garantiu que vai se inteirar do assunto e soma-lo às reclamações recebidas. “Eu acho que eles têm que se preparar mais, o ano passado foi a maior loucura. Vamos ver agora, mas esse governo já foi esculhambado no ano passado, eu não espero melhoras esse ano”, declarou.

O parlamentar aproveitou para criticar a atitude do secretário José Chadid que, segundo o vereador, foi flagrado fazendo gestos obscenos para os vereadores durante a sessão de julgamento que poderia cassar o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), realizada no último dia 24 e suspensa por liminar judicial.

“Para ir à Câmara fazer atos obscenos, ele foi. Com exceção da Seinthra (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) que o Semy (Ferraz) faz o que pode, o resto só sabe mostrar o dedo. Ficou o dia inteiro sem trabalhar naquele dia da sessão de julgamento, mostrando o dedo para os vereadores ao invés de trabalhar e cuidar dessas questões. Isso não é postura de um secretário de educação. O que um aluno vai pensar se o secretário toma essa atitude?”, questionou.

Diana Christie