30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

Vereadores discutem durante sessão sobre eleições 2014

O vereador Chiquinho Telles (PSD) e Paulo Pedra (PDT) discutiram há pouco na sessão ordinária de hoje da Câmara Municipal devido a divergências políticas em relação ás eleições 2014. A discussão teve início quando Chiquinho usou a tribuna e declarou que, para ele, existem pré-candidatos que possuem manchas, o que foi interpretado pelo vereador Paulo Pedra como crítica ao senador e pré-candidato petista ao governo do estado, Delcídio do Amaral. Em reposta a Chiquinho, Pedra afirmou que, "na Câmara, existem vereadores que possuem dono". Chiquinho, então, questionou o pedetista e pediu a ele que falasse os nomes dos vereadores em questão. Pedra não quis dizer e em resposta pediu a Chiquinho que esclarecesse qual pré-candidato possui mancha, o que levou a discussão ao fim. Em seguida, Pedra conversou com a imprensa e afirmou que em discussões políticas é preciso "saber dizer o quer e ouvir o que não quer". O vereador Mário César (PMDB), presidente da Câmara, afirmou que esses momentos são normais, mas que deve haver postura entre os vereadores. "O desiquilíbrio emocional pode acontecer, mas os vereadores representam a sociedade e devem fazer isso da melhor maneira possível e se conter na forma de falar e no que vão falar para que não haja quebra de decoro." Segundo Mário, cabe a quem preside a sessão ter senso crítico se o sinal for avançado. "Conversei individualmente com os dois vereadores e eles abaixaram as orelhas e entenderam a situação", afirmou Mário César. Heloísa Lazarini e Tayná Biazus