01 de agosto de 2021
Campo Grande 27º 13º

Vereadores têm até o dia 24 de abril para desocupar a Câmara, diz Mario Cesar

A- A+

Com a data limite de 24 de abril para desocupar o atual prédio da Câmara Municipal, o presidente da Casa de Leis, vereador Mario Cesar (PMDB), afirmou que o problema agora está nas mãos do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

“Quanto ao prédio eu fico mais tranquilo porque materializa que não é a Câmara a devedora disso. Devolvi no final do ano os R$ 7 milhões do duodécimo”, declarou. O atual prédio precisa ser desocupado, pois a empresa Haddad Engenharia, dona do local, cobra cerca de R$ 11 milhões em alugueis atrasados.

Segundo o vereador, a possibilidade de Bernal construir um parque administrativo municipal em que executivo e legislativo teriam sede no mesmo endereço é inviável. “Já teria que estar construindo. Não fizeram orçamento, licitação, nada. Não tem tempo hábil”.

Mario Cesar destaca ainda que o problema é do executivo municipal, independente de quem seja o prefeito. “Causa insegurança jurídica, mas estou tranquilo em relação à responsabilidade”, frisou. De acordo com o vereador, além do problema operacional, o dilema prejudica a imagem dos políticos que podem ficar sem local de trabalho.

Diana Christie