19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Carlinhos Pereira ocupa tribuna na próxima terça-feira para denunciar “manobra" na Coffee Break

Ficou decido durante a sessão na manhã desta quinta-feira (17) na Câmara Municipal de Campo Grande que o jornalista Carlinhos Pereira vai fazer uso da tribuna para denunciar a suposta manobra da Coffe Break.

Em entrevista ao MS Notícias nesta segunda-feira (14) o jornalista e ex-funcionário comissionado do prefeito Alcides Berna (PP) denuncio um suposto esquema envolvendo Bernal e o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), em que eles teriam “arquitetado” a Operação Coffe Break.

Após entrevista e divulgação dos áudios onde o jornalista explica detalhadamente como aconteceu à fraude da operação, vereadores começaram a cobrar providências do Ministério Público Estadual (MPE).

O vereador Paulo Siuffi (PMDB) chegou a pedir para a Comissão de ética da Câmara que abrisse um processo para investigar o vereador Cazuza (PP) que em um dos áudios é citado como cúmplice de Bernal.

Portanto no final da sessão desta manhã (17) Siuffi informou que Carlinhos estará presente na Câmara Municipal na próxima terça-feira (22) para denunciar publicamente as supostas manobras arquitetadas por Bernal na Operação Coffe Break.

Leia também

• Autor da denúncia que originou Coffee Break diz que operação 'é maquiagem arquitetada por Bernal'

• Após denúncia sobre suposta armação da Coffee Break, Siufi cobra de Alex que Cazuza seja investigado

• Cazuza nega encontro com jornalista e critica Siufi: ‘quem tem boca fala o que quer’

• Vereadores aguardam relatório Gaeco para decidir rumos da Comissão de Ética

• Mario Cesar critica Gaeco ‘Marcos Alex age como advogado de Bernal’