21 de junho de 2021
Campo Grande 28º 13º

Biografia revela detalhes sobre a morte de Elis Regina e carta inédita ao filho

Se ainda estivesse viva, Elis Regina completaria 70 anos nesta terça-feira (17). Por isso, o jornalista Julio Maria escolheu a data para lançar em São Paulo o livro "Elis Regina - Nada Será Como Antes", biografia inédita sobre a vida e a carreira da cantora gaúcha.

A obra traz detalhes nunca revelados sobre Elis, inclusive em relação o seu falecimento, em 1982, vítima de uma overdose. O autor teve acesso ao inquérito da morte da artista. "A biografia descreve fielmente a cena captada por meio desse documento e pesquisas", disse Julio em entrevista ao iG. "Pretendi transmitir no livro toda a emoção e a intensidade daqueles momentos, a ponto de o leitor poder enxergar-se como parte da cena".

Para recriar a vida e obra de Elis Regina, o jornalista entrevistou durante quatro anos mais de 120 pessoas que conviveram diretamente com ela. Entre as fontes estão Caetano Veloso, Milton Nascimento, Rita Lee e até Dona Ercy, a mãe dela. "Cada um [dos entrevistados] teve reações diferentes ao voltar àquela época e me contar sobre as coisas que aconteceram", explicou o autor. "Posso dizer que, em 80% dos casos, os entrevistados se emocionavam a ponto de chorar".

Para Julio Maria, "Nada Será Como Antes" é diferente de todas as outras histórias já escritas sobre Elis Regina -- tanto que de um livro em homenagem a cantora acabou virando uma biografia. "Quando cheguei à segunda ou terceira entrevista, fiquei intrigado com as histórias que me contavam. Fui atrás do que havia sido escrito sobre Elis e resolvi ir além", contou.

Um dos pontos fortes da obra é o acesso que o jornalista teve a documentos exclusivos. Além do inquérito sobre a morte da artista, ele também analisou uma carta inédita que Elis escreveu ao filho João Marcelo Bôscoli quando ele tinha apenas um ano. Bôscoli deveria ter lido a mensagem quando completasse 18 anos, mas só a leu durante a produção da biografia. A carta é reproduzida na íntegra no livro.

A relação de Julio Maria com os filhos da cantora, aliás, foi muito saudável. "João, Pedro e Maria Rita me receberam de coração aberto para falar da mãe e nunca, jamais fizeram qualquer exigência ou impuseram qualquer restrição", disse o autor. "Essa foi a facilidade que, confesso, me surpreendeu".

Em "Nada Será Como Antes", Julio Maria pretende envolver o leitor na vida frenética de Elis Regina. "Ela cantava o que vivia, realmente", disse. "Ela jamais se encaixaria em uma biografia que separasse sua 'vida pessoal' de sua 'vida profissional'. Ela ultrapassava esses limites e se entregava com uma interpretação violenta, indo a lugares dos quais não sabia se conseguiria voltar", explicou o autor. "Fico feliz por ter tido carta branca para retratá-la com liberdade".

Conferência na ALEMS marca a defesa da educação pública e da democracia
Política
há 1 hora

Conferência na ALEMS marca a defesa da educação pública e da democracia

Maracaju registra 39 novos casos e 01 novo óbito de Covid-19 nesta segunda-feir.
Política
há 1 hora

Maracaju registra 39 novos casos e 01 novo óbito de Covid-19 nesta segunda-feir.

Superintendente da PRF/MS recebe Delegado da DRF em Campo Grande (MS)
Polícia
há 4 horas

Superintendente da PRF/MS recebe Delegado da DRF em Campo Grande (MS)

PRF apreende 13 Kg de maconha e 2 Kg de skunk em van na BR-267
Polícia
há 4 horas

PRF apreende 13 Kg de maconha e 2 Kg de skunk em van na BR-267

Bailarina perde perna em acidente e volta ao local da tragédia para dançar
SUPERAÇÃO
há 4 horas

Bailarina perde perna em acidente e volta ao local da tragédia para dançar

Anitta culpa Bolsonaro pelas 500 mil pessoas mortas por Covid no Brasil
OPINÃO | PANDEMIA
há 4 horas

Anitta culpa Bolsonaro pelas 500 mil pessoas mortas por Covid no Brasil