AGUAS
Terça, 28 de Março de 2017

Debate

CRM/MS promove fórum na Capital para debater futuro da medicina

Por: Jhoseff Bulhões20/03/2017 às 17:11
ComentarCompartilhar
Foto: Reprodução/Hora da Notícia


O aumento das escolas de medicina tem gerado preocupação para o Conselho Federal de Medicina e suas regionais, em relação à qualidade do ensino, aplicação das residências e consequentemente o futuro atendimento à população.

Para debater esse tema, o Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso do Sul (CRM/MS) vai promover, na próxima segunda-feira (20), o 1º fórum Futuro da Medicina. O evento que é voltado para médicos e acadêmicos tem o objetivo de conhecer os problemas enfrentados atualmente pela classe médica brasileira, além de discutir a repercussão das políticas voltadas para a formação e atuação médica na qualidade da assistência e no mercado de trabalho das futuras gerações de médicos.

A programação contará com a presença do presidente do CRM/MS, Celso Rafael Gonçalvez Codorniz, com a expertise dos palestrantes Luiz Henrique Mandetta (Deputado Federal); e Rosana Leite de Melo (Secretária Nacional de Residências Médicas), além dos debatedores de alto gabarito como o professor da Uniderp, Antônio Carlos Carbonaro e a Coordenadora do curso de Medicina da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Tânia Gisela Biberg Salum.

Para a Primeira Secretária do CRM/MS, Luciene Lovatti é fundamental que haja envolvimento de toda a categoria em torno desse debate, pois a abertura indiscriminada de escolas médicas sem a devida preocupação com a qualidade do ensino vem atingindo médicos, estudantes e também a população.

“Precisamos chamar os colegas para participarem ativamente do debate, afim de que juntos possamos buscar soluções que melhorem as condições de trabalho e consequentemente o atendimento à população, além disso há de se alertar os acadêmicos sobre os obstáculos que poderão enfrentar”.

Luciene ressalta ainda que muitas escolas foram abertas com medidas eleitoreiras e que não presam pela qualidade de ensino, além disso, de acordo com a legislação até 2018, todas as residências devem ter início na atenção básica, e não há uma quantidade plausível de preceptores para instruir os novos residentes.

De acordo com um artigo publicado pelo presidente do Conselho Federal de Medicina, Carlos Vital Tavares Corrêa Lima, há dois anos existiam 257 escolas médicas, muitas instituídas sem critérios técnicos e demográficos. E de julho de 2015 a fevereiro de 2017 mais 14 unidades foram autorizadas pelo Ministério da Educação (MEC).

O Fórum terá inicio às 19 horas do dia 20 de março e será realizado na sede do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul, localizado na rua Desembargador Leão Neto do Carmo, 305 e as inscrições são gratuitas. (Com Assessoria)

Deixe seu Comentário

TV MS

07 de Março de 2017
ENTREVISTA COM LARISSA E MARIANA

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 3305.4739
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma