05 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 16º

Audiência discute operacionalização do aeroporto de Campo Grande

Alan Diógenes e Heloísa Lazarini

Audiência para discutir a operacionalização do aeroporto de Campo Grande começou há menos de uma hora na Câmara Municipal de Vereadores. Participam da reunião, além dos vereadores Edil Albuquerque (PMDB) e Paulo Pedra (PDT), os superintendentes regionais do Procon e da Infraero.

De acordo com o superintendente da Infraero Gustaco Schild, um dos principais pontos a serem discutidos é reforma das pistas do aeroporto. Segundo Gustavo, hoje parte do processo de reforma foi concluído e o aeroporto voltará a operar à noite com voos noturno. A novidade agradou não só os funcionários e a Infraero, mas também os clientes que usam os serviços do aeroporto da Capital.

Segundo o superintendente do Procon Alexandre Rezende durante o período de 16 de agosto até hoje, o órgão registrou o maior número de reclamações em relação às empresas aérea que prestam serviço na Capital devido a cobranças pela alteração de horário de voo. “As empresas continuaram vendendo voos noturnos e os passageiros foram obrigados a remarcar sua passagens devido à inoperância do aeroporto, no entanto, as companhias aéreas mantiveram a cobrança pela re-agendamento, o que não poderia ter sido feito”, afirmou Rezende.

As pistas, que foram reformadas devem ser entregues até fevereiro de 2014, sendo que uma delas, com 45m de largura e 2600 centímetros de comprimento será entregue em março. O objetivo da Infraero é concluir as obras até junho do ano que vem, pois o aeroporto da Capital, será utilizado para fornecer suporte ao de Cuiabá e Goiânia durante a Copa do Mundo.

Conforme o superintendente da Infraero, as pistas passaram por uma reforma completa em que toda camada asfáltica foi refeita para garantir mais profundida e evitar erosões.