01 de outubro de 2020
Campo Grande 41º 24º

Empresa de celulose em MS anuncia faturamento de R$ 1,8 bilhão

A Eldorado, uma das duas empresas de produção de celulose instaladas em Três Lagoas, no leste de Mato Grosso do Sul, anunciou nesta segunda-feira (24), que em 2013, no seu primeiro ano de operação, registrou um faturamento bruto de R$ 1,8 bilhão, com a Ebtida (lucro bruto menos as despesas operacionais, excluindo depreciação e amortizações do período e os juros) de R$ 443 milhões.

Segundo a empresa, no ano passado, foram produzidas 1,27 milhão de toneladas de celulose de eucalipto.  A fábrica iniciou suas atividades em novembro de 2012 e, seis meses depois de entrada em operação a indústria atingiu, em bases anualizadas, sua capacidade de produção projetada de 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano.

Da produção da empresa em 2013, 14% foi destinado ao mercado interno e os outros 86% a exportação.  As vendas para Ásia ocuparam 47% do volume, Europa respondeu por 34% e a América do Norte participou com 5%.

Além de produzir celulose, a empresa cogera energia a partir da biomassa, utilizado como matéria-prima subprodutos do processamento industrial. A capacidade instalada é de 220 MW (megawatts). Desse total, 90 MW são para consumo próprio, cerca de 50 MW a 60 MW são fornecidos para parceiros do complexo de Três Lagoas e outros 30 MW estão disponíveis para exportação para o mercado livre de energia.

A empresa aponta que em 2014 pretende aumentar sua capacidade de produção para 1,7 milhão de toneladas por ano e que já tem um projeto para chegar a 2 milhões de toneladas por ano. O projeto, inclusive, já foi apresentado ao Instituto do Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul (Imasul) e a comunidade em uma audiência pública realizada em novembro de 2013.

Produto estratégico

Conforme dados do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior (Aliceweb), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), o principal produto exportado por Mato Grosso do Sul no primeiro bimestre de 2014, foi a celulose.

Sozinho, o produto respondeu por 26,67% das receitas sul-mato-grossenses nestes dois meses, com um faturamento de US$ 165,345 milhões. O maior comprador da celulose “Made in MS” foi a China, com US$ 55,771 milhões, o equivalente a 33,73% do total.

Em relação ao primeiro bimestre de 2013, as vendas de celulose pelo estado no mesmo intervalo de tempo deste ano registraram um incremento de 31,52% no resultado financeiro (de US$ 125,715 milhões para US$ 165,345 milhões) e de 40,21% no volume (de 256,092 mil toneladas para 359,089 mil toneladas).

 Região News