25 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

COVID-19

13 municípios com fronteiras estaduais passam por fiscalização em MS

Sanitaristas estão fazendo monitoramento nas fronteiras municipais para coibir o avanço do coronavírus

Começaram nessa manhã (24.março), as barreiras fiscais anunciadas ontem (23.março), durante entrevista à TV Morena, pelo governador Reinaldo Azambuja.  Conforme o gestor, ao menos 13 fronteiras com estados vizinhos teriam barreiras fiscais sanitárias, com intuito de orientar os motoristas sobre a Covid-19, e o avanço da pandemia do coronavírus. 

Nessa manhã, alguns moradores foram pegos de surpresa nas entradas dos municípios. “Está podendo entrar lá?”, questionou uma moradora do município de Sonora, na divisa com Mato Grosso.

Além de Sonora, amanheceram com a presença dos sanitaristas: o municípios de Três Lagoas, no Posto Fiscal Jupiá; município de Anaurilândia, no Posto Fiscal Ofaié; município de Paranaíba, no Posto Fiscal Alencastro; Selvíria, no Posto Fiscal de Selvíria; Bataguassu, no Posto Fiscal XV de Novembro; Mundo Novo, no Posto Fiscal de Ilha Grande; Aparecida do Taboado, no Posto Fiscal de Itamarati; Amambai, no Posto Fiscal de Amambai; Cassilândia, na Base de Fiscalização Móvel de Aporé; Chapadão do Sul, na Base de Fiscalização Móvel Campo Bom e Costa Rica, na Base de Fiscalização Móvel. Viajantes serão submetidos, à mediação de temperatura.

Conforme o governo. A fiscalização é temporária. Há equipes de saúde, da vigilância sanitária animal, além das forças policiais. É permitido o tráfego normalmente.