29 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 20º

TEATRO

Esquecido há 14 anos, teatro de Arena Helena Meireles recebe espetáculo nesse final de semana

Espetáculo teatral "Cérebro Edgar" será apresentado gratuitamente. Grupo arca com os custos para reviver Arena abandonada

Será apresentado nesse final de semana, nos dias 21 e 22 de dezembro, às 20h, o espetáculo teatral “Cérebro Edgar”. O espetáculo do Grupo teatral Falta Um de Campo Grande, será apresentado em um espaço icônico da Capital que se encontra abandonado há aproximados 15 anos, o teatro de Arena Helena Meireles, em frente à TV Educativa no Parque dos Poderes

Narrando a história de um homem apaixonado por algo inaceitável pela sociedade, considerado louco por seus próprios pensamentos e que decidi enfrentar a si mesmo, a peça leva o espectador a embarcar em uma viagem desafiadora junto com Edgar que decide enfrentar seus medos mais sombrios dentro do próprio cérebro para viver um amor por um membro de seu corpo, o pé. Por meio dessa metáfora o espetáculo aborda temas sociais atuais e propõe vasta reflexão. 

Com texto e direção do ator e pesquisador Tero Queiroz, que trabalha na obra junto com o seu Grupo há pelo menos 3 anos. A peça do Falta Um, formado exclusivamente por atores campo-grandenses já foi apresentada no Rio de Janeiro e coleciona sucessos de públicos em suas apresentações. Dessa vez, como forma de relembrar a importância do espaço que homenageia a gigante violeira sul-mato-grossense Helena Meireles, o grupo decidiu arcar com custos de iluminação, transporte e caches e realizar a apresentação em frente a TVE, que apoia também o evento. 

Teatro de Arena Helena Meireles. Foto: Divulgação.  

O lugar, um teatro de Arena, onde deveria ser mantido e cuidado pelo Estado está abandonado, com fiações interrompidas e até mesmo iluminação bastante precária. Fã de Helena, Tero Queiroz decidiu fazer apresentação no local afim de chamar a atenção da mídia para o espaço e também atenção do poder público. “A Helena morreu em 2005, e desde sua morte aquilo está abandonado, ainda aos 81 anos, uma das artistas mais importantes do estado viu sua história sendo esquecia”, lamento o artista.   

Helena Meireles foi considerada aos 67 anos uma das 100 especialistas mundiais em violas de 6, 8, 10 e 12 cordas. Ela nasceu em Bataguassu, no interior de Mato Grosso do Sul, e além de eximia violeira também compôs e laçou discos sucessos. 

Placa onde consta pequena biografia da violeira. Foto: Divulgação

O espaço que carrega o nome da violeira nem mesmo pode ser encontrado na Web, apenas a Concha Acústica, no Parque das Nações é lembrado como espaço em homenagem a artista, no entanto no teatro de arena em frente a TVE sua história se perde com o tempo. 

A peça teatral do Grupo fala sobre a vida de um homem perdido em seus pensamentos e anseia pela liberdade para viver um amor, e, se der, a vida. Do gênero dramático psicológico a obra tem duração de 40 minutos.

Conforme o autor, são trabalhadas reflexões sobre liberdade de gênero, liberdade de expressão, sociedade, possessão amorosa, relacionamentos e inter-relacionamentos e suas caracterizações sociais pautadas na religiosidade, além do impacto e relação do homem com seus sentimentos.   

Além da apresentação da peça, haverá exposição das artes de Wesley Junior, que desenhou várias obras baseadas no espetáculo. Haverá ainda venda de lanches e bebidas no local. 

Ao todo sete dos oito atores e atrizes estarão em cena no espetáculo: Alessandra Mathias (Medo), Dalton Flores (Felicidade), Helio Ignácio (Raiva – ausente nessa apresentação), Igor Matheus (Satanás), Leonardo Ribeiro (Loucura), Nathalia Andrade (Coragem), Triz Cindilla (Apresentadora) e o próprio Tero Queiroz (Edgar).  

A produção geral é de Alyadna Freitas. Com assistentes, Silvia Cerqueira, Elisangela Cerqueira, Lizandra Moraes e Shawer. Apoio na produção e suporte dos atores e integrantes do Falta Um.  A música original é de Tero Queiroz, composição de trilha de Bruno dos Santos.

PESQUISA

Cenário do espetáculo Cérebro Edgar, em cena, Dalton Flores. 

O espetáculo já percorreu com apresentações pelas praias cariocas do Rio de Janeiro, foi apresentado em 'paço experimental', no redondo da Universidade Uniderp - Matriz, em Campo Grande - MS. Na escola Sebastião Santana de Oliveira, fez uma apresentação com elenco reduzido. Em 16 de dezembro de 2018 fez grande estreia no Teatral Grupo de Risco também na Capital, levando cerca de 115 pessoas para o espaço. 

CÉREBRO EDGAR – SINOPSE

Desenvolvido em pesquisa do grupo durante três anos, o espetáculo conta a história de Edgar um homem apaixonado pelo dedão do pé, que tem sua liberdade acorrentada e cadeado ao próprio pé. Sua esposa para mantê-lo longe desse "amor impossível", esconde as chaves, o homem desolado resolve enfrentar seus medos e agonias fazendo uma visita ao próprio cérebro, lugar onde é cercado e aprisionado, por seus sentimentos e convicções religiosas, Edgar agora busca a liberdade enfrentando seu próprio pensamento.

FICHA TÉCNICA

Texto e direção: Tero Queiroz

Elenco: Alessandra Mathias, Dalton Flores, Hélio Ignácio, Igor Matheus, Leonardo Ribeiro, Nathalia Andrade, Triz Cindilla e Tero Queiroz. 

Maquiagem: Triz Cindilla

Trilha Sonora: Bruno TGB; Exclamação Sonora For Beats.

Fotografia do cartaz: Henrique Kawaminami

Iluminação: Ewerton Goulart

Produção geral: Alyadna Freitas, Silvia Cerqueira e Elisangela Cerqueira

Apoio produção: Lizandra Moraes e Shawer

Realização: Grupo Teatral Falta Um

SERVIÇO

O espetáculo Cérebro Edgar será apresentado nos dias 21 e 22 de dezembro, ás 20 horas no Teatro de Arena Helena Meireles, localizado na Avenida Desembargador Leão Neto do Carmo, s/n - Parque dos Poderes em frente à TV Educativa. A entrada é gratuita. Serão vendidas comidinhas e bebidas no local. Quem desejar ir de ônibus, há um ponto em frente a TVE.  Classificação indicativa é 14 anos. (Com assessoria).