30 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 24º

Indústria russa de trólebus quer investir no Mato Grosso do Sul

Diana Christie

Os vereadores Paulo Siufi (PMDB) e Jamal Salem (PR) foram à governadoria na manhã de hoje para apresentar ao governador do Estado André Puccinelli (PMDB) a proposta de uma empresa russa que pretende investir no Mato Grosso do Sul.

A empresa de trólebus (ônibus movido à eletricidade) não detalhou quanto ou quando pretende investir, mas convidou as autoridades sul-mato-grossenses a conhecer o seu trabalho e discutir propostas de implantações.

Com a instabilidade política que a Capital vem enfrentando devido à comissão processante instaurada para investigar possíveis irregularidades na administração do prefeito Alcides Bernal (PP), os vereadores consideram improvável que a Cidade Morena consiga esse investimento. “Vamos discutir com o governador. Se Campo Grande não ganhar, o Estado ganha”, afirmou Paulo Siufi.

O trólebus é similar aos ônibus convencionais, roda por meio de pneus de borracha sobre pavimento rodoviário normal, mas depende de uma rede aérea para se movimentar. É um veículo com emissão zero de poluentes movido por tração elétrica.

De acordo com Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo os motores elétricos do trólebus têm alto índice de eficiência energética, confiabilidade e durabilidade. Todo o gerenciamento de energia é feito eletronicamente, garantindo perfeita sincronia no sistema e reduzindo custos de operação dos veículos.

O vereador Paulo Siufi declarou ainda que considera “lamentável” o cenário político de Campo Grande e que o prefeito faz política com o “fígado”.