19 de setembro de 2021
Campo Grande 38º 25º

FLAGRANTE ILEGALIDADE

Juíza põe fim na investigação contra Felipe Neto por chamar Bolsonaro de 'genocida'

Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, determinou a suspensão do inquérito policial contra o youtuber Felipe Neto

A- A+

A juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, determinou nesta quinta-feira (18.mar), a suspensão do inquérito policial contra o youtuber Felipe Neto, intimado a depor na Polícia Civil nesta manhã por ter chamado o presidente Jair Bolsonaro de "genocida".

A magistrada viu "flagrante ilegalidade" na investigação, ressaltando que o delegado Pablo Dacosta Sartori, responsável pela abertura do procedimento, não teria atribuição para cuidar do caso.

De acordo com a juíza, tal apuração sequer poderia ter sido iniciada.

Felipe havia se manifestado sobre o caso por meio de um vídeo em que disse que a tentativa do Governo Bolsonaro era lhe colocar medo, mas que ele não baixaria a guarda de sua críticas as atitudes do presidente.  Veja AQUI.