23 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 20º

Negociação

Policial militar é preso após ser ‘contratado’ para cobrar R$ 8 mil de negociação de casa

Ele receberia o valor de R$ 1.500 para fazer a cobrança

Um policial militar foi preso na última quinta-feira (9), em Campo Grande depois de fazer ameaças ao pai de uma policial civil, quando teria sido contratado para cobrar R$ 8 mil de uma negociação de uma casa, que o interessado havia desistido da compra.

Depois de sete meses de negociação e um sinal de R$ 8 mil dados para garantir a compra do imóvel, o interessado teria desistido cobrando a devolução do dinheiro por parte do dono do imóvel, que havia informado que no contratado tinha uma cláusula que especificava que em caso de desistência, o valor não seria devolvido por conta de despesas administrativas.

Mas, insistentemente o homem ligava fazendo cobranças da devolução do dinheiro fazendo ameaças, sendo que teria ‘contratado’ um policial militar para fazer a cobrança do valor. O PM teria ido até a residência do vendedor com mais outros dois comparsas e fazendo ameaças.

Na casa estava a filha do homem, uma policial civil, que avisou o marido que é sargento da Polícia Militar sobre os fatos. Quando o sargento chegou ao local flagrou o militar tentando arrastar sua esposa pelo braço para dentro de um carro. Ela já havia se identificado como policial e dado voz de prisão aos autores, que desobedeceram.

O cabo da PM foi desarmado pelo sargento que pediu reforço. Antes da chegada dos outros policiais, ele fez ameaças “isso não vai ficar assim”. Na delegacia, foi descoberto que o cabo receberia o valor de R$ 1.500 para fazer a cobrança do valor do desacerto comercial. Nesta segunda-feira (13) foi decretada a sua prisão preventiva em audiência de custódia.