21 de setembro de 2020
Campo Grande 26º 18º

Economia

Senado aprova medida que aumenta saque do FGTS de R$ 500 para R$ 998

Se a lei for sancionada pelo presidente, quem já retirou o dinheiro poderá sacar o restante

O Senado aprovou nesta terça-feira (12) medida provisória que aumenta de R$ 500 para R$ 998 o valor que pode ser retirado de contas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

A proposta já passou pela Câmara e agora vai para a sanção do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o texto, que saiu de comissão mista formada por deputados e senadores, que só poderá realizar este saque total quem tinha um saldo de até um salário mínimo (R$ 998) em 24 de julho deste ano.

Se a lei for sancionada pelo presidente, quem já retirou o dinheiro poderá sacar o restante. Para quem tinha mais de um salário mínimo na conta do FGTS o saque continua limitado a R$ 500.