27 de setembro de 2020
Campo Grande 39º 25º

Universidades públicas

Universidades públicas coíbem trotes em recepção de novos alunos

Assim como em outros anos, a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e a Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) fazem campanhas para conscientizar estudantes sobre trotes. 

Este tipo de prática é considerado crime em Mato Grosso do Sul pela Lei nº 2.929/2004, que proíbe o trote nas universidades, faculdades e outros estabelecimentos de ensino. 

Os eventos de recepção de estudantes são proibidos quando realizado sob coação, agressão física e moral, ou qualquer outro meio que possa constranger ou colocar em risco a saúde. Também é considerado crime brincadeiras que coloquem em risco a integridade física, a violação da dignidade humana, ou que exponha a pessoa a situações vexatórias. 

A Lei também considera como constrangimento à população, a prática de pedágios em via pública. Porém, as universidades não se respondem pelos acontecimentos que são registrados fora das instituições. 

UEMS

Uma importante ferramenta de coação desses delitos se dá através das denúncias. A ouvidoria da Uems pode ser contactada pelo telefone: 3902-1833, das 08h às 16h; ou pelo e-mail: ouvidoria@uems.br; ou pessoalmente na sala da Assessoria de Controladoria, que fica localizada no piso superior do Bloco A da Unidade de Dourados.

As denúncias também podem ser realizadas pelo e-OUV, sistema integrado para encaminhamento de manifestações (denúncias, reclamações, solicitações, sugestões e elogios) a órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual. O e-OUV está disponível na Internet e funciona 24 horas. 

UFGD

Já a UFGD destaca em seu site oficial que nenhum estudante, seja veterano ou calouro, é obrigado a participar de qualquer atividade de trote, nem de grupos virtuais. Ainda, orienta que caso haja algum tipo de coação ou situação humilhante, o calouro deve tomar as medidas cabíveis. A Universidade conta com uma Ouvidoria, que pode ser contatada através do e-mail ouvidoria@ufgd.edu.br ou pelo telefone (67) 3410-2754.