20 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Inauguração de Ceinfs Oiti e Vida Nova dependem da compra de móveis

O atraso na inauguração dos Ceinfs (Centro de Educação Infantil) dos bairros  Oiti e Vida Nova, localizados na região leste e norte de Campo Grande respectivamente, é consequência da dificuldade que a Semed (Secretaria Municipal de educação) tem encontrado para adquirir os móveis necessários para receber os alunos, como carteiras, mesas, bebedouros.De acordo com o titular da Semed, José Chadid, o MEC (Ministério da Educação) cobra da prefeitura que os imóveis adquiridos cumpram uma série de exigências para garantir a segurança dos alunos, o quem dificultado a compra. Chadid explica que é difícil encontrar empresas que atendam a todas as exigências estabelecidas pelo ministério da educação. "Iremos inaugurar apenas em março, porque não conseguimos encontrar empresas que possam fornecer os móveis. Mas estamos negociando com algumas empresas para fazer a aquisição e creio que até março estará tudo entregue", afirma o secretário. Chadid, no entanto, não confirmou se a compra do mobiliário será feita por meio de licitação ou por algum outro processo.  Em 13 de janeiro deste ano, a reportagem do MS Notícias denunciou que os prédios dos Ceinfs Oiti e Vida Nova estão depredados e os muros estão pichados. Segundo os moradores de ambos os bairros, as invasões de vândalos ocorrem pela falta de presença de guardas municipais no local. Conforme explica o presidente do bairro Oiti, Jerson Ferraz, o Ceinf era para ser inaugurado em junho de 2013, porém não saiu a licitação para a compra dos móveis, o que não aconteceu até hoje. Devido a isso, as aulas não se iniciaram. A falta de vagas nos Ceinfs da Capital é um problema crônico. Conforme dados da Semed, existem hoje cerca de 5.420 crianças entre zero e quatro anos na fila de espera por uma caga. os novos Ceinfs poderão atender 360 alunos. Heloísa Lazarini