24 de janeiro de 2021
Campo Grande 29º 22º

Para fugir de protestos, ministro da saúde transfere evento para Fiems

Depois de protestos de médicos e índios que foram até o Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, o grupo que organiza o Seminário Mais Médicos para o Brasil, Mais Saúde para os Brasileiros, que tem como principal palestrante o Ministro da Saúde Arthur Chioro transferiu o Seminário para o auditório da Fiems (Federação da Indústria de Mato Grosso do Sul). O evento estava previsto para começar às 14h, mas depois de índios e médicos lotarem a frente do Rubens Gil de Camilo para protestar contra as precárias condições da saúde pública e da saúde indígena no Brasil, a organização decidiu mudar o local. O ministro que deverá chegar acompanhado do governador André Puccinelli (PMDB) nem chegou a aparecer no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo. Entenda os protestos Os médicos protestam por melhores condições das instalações das unidades da saúde do Estado e contra corrupção que segundo eles desvia recursos da área da saúde. Já os índios estão cobrando do ministro uma promessa firmada ainda na época de Alexandre Padilha, que esteve em Campo Grande em 2013 e se comprometeu a exonerar o diretor da Sesai (Secretaria de Saúde Indígena) Nelson Ozalar, que, conforme denúncias dos índios, é responsável pelo sucateamento da secretaria e pelas falhas do atendimento aos povos indígenas em Mato Grosso do Sul. Heloísa Lazarini