22 de junho de 2021
Campo Grande 28º 16º

Rua pavimentada é dominada por terra e revolta moradores do Oiti

A- A+

A reclamação dos moradores do bairro Oiti, região leste de Campo Grande, existe há pelo menos 5 anos, desde quando o residencial foi inaugurado. A dor de cabeça é terra e lama, que descem da Travessa Bambu pela Travessa Três Poderes, e ficam acumulados na rua Hellaine de Moura Castro que é asfaltada.

O funcionário público, Thiago Soares, morador do bairro, relata que é um problema antigo. “Choveu lascou. Ligamos na prefeitura e eles tentam resolver colocando cascalho e isso com muito custo para atender nossa solicitação. É ruim para transitar aqui”, comentou Thiago.

Outro morador que reclama é o motorista Márcio Deivid dos Santos. “Choveu é lama aqui e olha que onde moramos é asfaltado. Não vemos o asfalto, vemos lama aqui”, disse indignado o motorista.

Para chamar atenção das autoridades, os moradores bloquearam a rua com a terra que desce da Travessa Bambu, divisa com bairro Panorama, pedaços de madeira fincados e fita isolando a área desde a sexta-feira, dia 13. Conforme o agente de saneamento, Rodrigo Wolf, que mora na rua onde a terra fica acumulada, esta é a segunda vez que o bloqueio é feito, pois a primeira vez foi em 2011. Na segunda-feira, um caminhão da Solurb [empresa de coleta de lixo da capital] passou por cima do bloqueio. Na manhã de hoje, o morador conseguiu registrar o caminhão da coleta de lixo da Solurb passando novamente pelo bloqueio. “É uma afronta. Não tem respeito nenhum por nós. Eles deveriam pelo menos levar essa terra daqui e fazem isso? Quando o prefeito vem para o bairro, eles deixam tudo em ordem, a rua fica até brilhando”, ironizou o morador.  

A jornalista, Alessandra de Souza, relata que a prefeitura diz que as travessas, onde menos de 100 metros não tem asfalto, não existem no mapa e por isso não há pavimentação ali. “Como não existe, pois ali tem pessoas que moram e pagam impostos como IPTU e iluminação pública, como nós aqui pagamos”, exclamou a jornalista. Ela conta ainda que todos ali sofrem com a sujeira, pois ou é poeira ou lama. “Haja água pra limpar e dinheiro para pagar a conta no final do mês”, reclamou.

Moradores relatam ainda que pagam a taxa de pavimentação do bairro Oiti, mas que na época de entrega do residencial, o então prefeito, Nelson Trad Filho, afirmou que o asfalto não seria cobrado. “Prometeu, mas pagamos até hoje”, contou Alessandra.

De acordo com os moradores do bairro, o bloqueio da rua Hellaine de Moura Casto com a Travessa Três Poderes só vai ser encerrado quando a prefeitura der uma solução concreta pra o problema. “Queremos que asfalte aquele pedaço”, finalizou Rodrigo.