16 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 22º

Servidores dos Ceinfs protestam por reajuste salarial na frente da prefeitura de Campo Grande

Mesmo realizando uma reunião com o prefeito Gilmar Olarte (PP) no último sábado, os servidores de Ceinfs (Centro de Educação Infantil) de Campo Grande voltaram à prefeitura na manhã de hoje para reivindicar reajuste salarial de 10% e a diminuição da jornada de trabalho que atualmente é de oito horas por dia, para 6 horas.

Os servidores ouviram o prefeito que ofereceu um reajuste de 8%, carga horária de sete horas por dia e auxilio maternidade de seis meses, mas o acordo não foi fechado. “Fizemos uma comissão de trabalhadores para levar as propostas até o prefeito, mas ele ofereceu 8% de reajuste, auxílio maternidade de seis meses e carga horária de sete horas por dia, mas queremos 10% de reajuste para seis horas de trabalho”, explica o tesoureiro da UGT (União Geral dos Trabalhadores), Julio Bezerra.

Com intuito de chegar a um entendimento com os servidores, Olarte solicitou que todos retornem ao trabalho imediatamente e agendou uma nova reunião para as 17 horas na prefeitura. Diante disso, os servidores garantiram que não pretendem retornar ao trabalho e ressaltam que irão permanecer na frente da prefeitura até o horário da reunião agendado pelo prefeito.

De acordo com Julio, existem trabalhadores atuando nos Ceinfs por meio de contratos feitos por empresas terceirizadas como a Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária) e a Omep (Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar).

Dany Nascimento e Tayná Biazus