MS Notícias

domingo, 05 de julho de 2020

COSME E DAMINHÃO

Comerciante e funcionário público faziam festas para abusar de crianças e jovens em MS

Suspeitos teriam cometido abusos enquanto vítimas estavam dormindo ou então as embriagavam em festas com piscinas

Por: TERO QUEIROZ19/06/2020 às 10:10
ComentarCompartilhar
Material apreendido com comerciante suspeito de abuso sexual em MSMaterial apreendido com comerciante suspeito de abuso sexual em MSFoto: Polícia Civil/Divulgação

Intitulada “Cosme e Damião”, a opreação de combate à pedofilia, cumpriu na 4ª-feira (17.junho) e ontem, 5ª-feira (18.junho), a prisão e busca e apreensão na cidade de Água Clara no interior de Mato Grosso do Sul. Um homem que seria comerciante foi preso e um servidor público está foragido.

Parceria entre Polícia Civil e Ministério Público Estadual, mirou dois alvos, ambos indiciados em crimes como estupro de vulnerável, estupro, importunação ofensiva ao pudor, assédio sexual e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil.

O homem que foi preso, conforme os agentes, é  comerciante e "criava situações", usando principalmente o Instagram, para iniciar conversas com crianças.  "Era um oportunista, na verdade, já que criava situações e estas situações facilitavam o encontro dele com as vítimas. Ele abusava de crianças enquanto estavam dormindo, de adolescentes embriagadas em festas, piscinas, ônibus e em outras situações", comentou o delegado  Felipe Madeira, responsável pelo caso, em reportagem ao portal G1 MS. 

Material apreendido com comerciante. Foto: Reprodução 

Na casa de um dos suspeitos, agentes dizem ter encontrado conversas com teor sexual dos suspeitos com menores e ainda, indício de que os mesmo estariam enviando recebendo pornografia infantil.  

A vítimas tinham idade entre 9 e 16 anos, para atraí-las os suspeitos faziam festas, usavam piscinas, ônibus e locais ermos para praticar os crimes.  

O funcionário público investigado não foi localizado na casa onde mora e é procurado pela polícia. Ele foi afastado do cargo. 

OPERAÇÃO 

O nome da ação é em referência os santos protetores das crianças. Cosme e Damião foram médicos que faziam caridade aos pobres, curando suas enfermidades, além de proteger e abençoar crianças e jovens.

A pena de estupro de vulnerável é de 8 a 15 anos e a de estupro de 6 a 10, sendo ambos os crimes hediondos, nos termos da lei.

Deixe seu Comentário

TV MS

22 de junho de 2020
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma