MS Notícias

tera, 07 de abril de 2020

BARBÁRIE

Enterrou filha de 10 anos viva: "fui beber cerveja depois", diz mãe

Mulher está presa. Irmão ajudou no crime e contou que irmã pedia socorro

Por: TERO QUEIROZ24/03/2020 às 07:25
ComentarCompartilhar
Mulher que matou filha de 10 anos e enterrou corpo de cabeça para baixo é transferida para Três LagoasMulher que matou filha de 10 anos e enterrou corpo de cabeça para baixo é transferida para Três LagoasMulher que matou filha de 10 anos e enterrou corpo de cabeça para baixo é transferida para Três LagoasMulher que matou filha de 10 anos e enterrou corpo de cabeça para baixo é transferida para Três LagoasFoto: Alfredo Neto/JPNews

A mãe, Emileide Magalhães, de 30 anos, suspeita de enterrar a filha de 10 anos viva, depois de a menina contar que havia sido estuprada pelo padrasto, no município de Brasilândia, interior de Mato Grosso do Sul. Presa desde de o domingo (22.março) chegou na 1º Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas, na tarde de ontem (23.março). A mulher disse que após o crime foi até um bar tomar cerveja.  

A mulher, teria praticado o crime, com a ajuda de um irmão da vítima, um jovem de 13 anos, que já prestou depoimento e e está apreendido.  As investigações apontam que menina teria sido estrangulada com um fio de eletricidade antes de ser enterrada. Porém, o irmão contou à polícia que a vítima teria sido enterrada viva de ponta cabeça. E conforme o menor, a menina pedia socorro, no momento em que era enterrada. 

Em depoimento, à polícia, Emileide revelou que tentou matar a menina sozinha, só que não conseguiu, por isso pediu ajuda ao filho de 13 anos. O menor chegou a revelar em depoimento ao Conselho Tutelar, que depois de a mãe enterrar a irmã, teria tentado “se livrar” dele também. O menino confirmou que a irmã era estuprada pelo padrasto.

A polícia trabalha em duas linhas de investigação. Na primeira abordagem, a relevância está em torno de a mãe ter praticado o crime por ciúmes da filha com o marido; na segunda situação, a mãe pode ter matado a criança, pois tinha receio de a menina denunciar os abusos. 

Emileide já tem passagens por furto, e chegou a ser condenada por tráfico de drogas. Ainda não há informações sobre quais crimes o adolescente e o padrasto da criança irão responder. A mulher continua presa preventivamente.

Deixe seu Comentário

TV MS

03 de abril de 2020
Boletin Covid-19 no Paraguai, Fronteira Pedro Juan Cabalheiro e Ponta Porã-Ms
Boletin Covid-19 no Paraguai, Fronteira Pedro Juan Cabalheiro e Ponta Porã-Ms

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma