26 de outubro de 2020
Campo Grande 27º 22º

Amarildo Cruz acredita que crise nacional entre PT e PR não afeta pré-candidatura de Delcídio do Ama

As atitudes da presidente Dilma Rousseff (PT) vêm estremecendo a relação de seu partido com o PR (Partido da República). Os republicanos reclamam que a presidente só lembra do partido em ano eleitoral, dando pouco espaço para o partido se desenvolver, gerando insatisfação. Diante disso, uma decisão referente ao apoio do partido à presidente será tomada ainda hoje e anunciada pelo líder do partido na Câmara de Deputados, Bernardo Vasconcelos.

O clima de tensão está recaindo sobre apele dos petistas. De acordo com o deputado federal Vander Loubet (PT), o clima entre os dois partidos não é dos melhores, mas Vander acredita que isso ainda pode ser revertido. “Eu acredito que essa situação ainda pode ser discutida, a relação não está boa, mas eu confio que a relação pode ser restabelecida”.

Assim como Vander, o deputado estadual Amarildo Cruz (PT), também está otimista, ao menos em relação à aliante entre os dois partidos no Estado. “Eu acredito que nada muda no Estado, estive com o deputado estadual Londres Machado (PR) em Itaporã e ele me disse que o partido pretende caminhar ao lado do senador Delcídio. Perder o apoio nacional do PR é algo muito negativo porque é um partido muito importante, mas essa situação nacional é muito complicada. Tenho a certeza de que o partido continuará conosco no Estado”, afirma Amarildo.

Questionado sobre as afirmações do governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), de que o PR caminhará ao lado de seu partido nas eleições de 2014, Amarildo garante que isso não acontecerá, ressaltando que o PR caminhará ao lado dos petistas. “O governador fala mil coisas, mas isso não vai acontecer, eu tenho a certeza de que eles estarão conosco neste ano, da mesma forma como tem sido nos últimos anos”, finaliza o deputado.

Dany Nascimento