23 de outubro de 2020
Campo Grande 33º 22º

Governador e professores estaduais entram em acordo sobre piso salarial

O governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), se diz contente por ter conseguido aprovar um melhor piso salarial para os professores estaduais de Mato Grosso do Sul.

Conforme o governador, o acordo realizado entre o governo do Estado e a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) é inédito no Brasil. “MS é o 1º Estado a fazer um acordo adequando o piso salarial dos professores de 40 horas para 20 horas trabalhadas. Que bom que isso aconteceu no meu mandato, agora MS terá o melhor piso do Brasil”, destacou.

Segundo Puccinelli, a redução do piso salarial é resultado do diálogo entre professores e governo do Estado. Ele destaca que a decisão irá influenciar na qualidade de ensino. “Essa medida vai influenciar diretamente na qualidade do trabalho dos professores, o ensino vai melhorar, pois esses profissionais vai se sentir mais estimulados”, comentou.

A proposta apresentada, inicialmente, pelo governo era de adeuar o piso gradativamente em oito anos, mas a Fetems não aceitou e solicitou a redução do período três anos. André argumentou em reunião na tarde de ontem com os representantes da Fetems que nesse intervalo de tempo nenhum governador conseguiria executar a proposta. “Expliquei que desta forma não daria para fazer, porém o bom senso e a tranqüilidade prevaleceram, e conseguiremos resolver em quatro anos a implantação do piso por 20 horas”, salientou. A proposta está sendo votada neste momento na Assembleia Legislativa em 1ª e 2ª instância.

Alan Diógenes e Clayton Neves